CÓDIGO DE CONDUTA

Código de Conduta

A Integridade, a ética e um ambiente de transparência são elementos imprescindíveis na condução dos negócios e princípios essenciais para se criarem elevados níveis de confiança e de credibilidade empresarial.

O presente Código de Conduta Empresarial estabelece os padrões de entendimento ético exigidos aos trabalhadores, directores e a todos os que actuem em nome da GRAFE, Publicidade sem ter, contudo, a pretensão de sumariar todos os comportamentos a seguir, nem listar todas as actuações negativas ou prejudiciais para os seus interesses, que deverão ser sempre avaliadas segundo um juízo justo e de bom acolhimento moral e social.

  1. DOS DIREITOS – Nenhum trabalhador ou colaborador deve ver os seus direitos humanos básicos desrespeitados, nem deve ser discriminado com base na idade, sexo, religião, orientação sexual, deficiência física, estatuto matrimonial ou de maternidade, opinião política ou origem étnica, com total salvaguarda dos seus direitos cívicos.
  2. RESPONSABILIDADE – Cada trabalhador ou colaborador é responsável pelo cumprimento deste Código, independentemente da sua posição ou estatuto, tendo sempre como último garante as leis especificamente aplicáveis. Daí que o incumprimento das responsabilidades estabelecidas, por corresponderem a princípios e normas legais, poderão ser susceptíveis de avaliação em sede disciplinar.
  3. RESPONSABILIDADE ACRESCIDA – Dos Directores e restantes chefias, no sentido de criarem condições de trabalho que permitam o cumprimento do estipulado no presente Código, informando e mantendo permanentemente um relacionamento aberto, honesto e construtivo, com repúdio total a qualquer forma de assédio.
  4. PRINCÍPIO DA BOA FÉ NEGOCIAL – Os contactos da empresa com os seus clientes, fornecedores e concorrentes devem pautar-se pela correcção, sem quaisquer aproveitamentos que se possam considerar desleais, como o recurso a formas de manipulação e à apresentação deturpada dos factos. Devem ser rejeitados quaisquer actos ou práticas fraudulentas, de publicidade enganosa, de apresentação deturpada de produtos ou propostas e de métodos anti-concorrenciais;
  5. TRATAMENTO DOS CLIENTES – Os empregados e colaboradores da GRAFE, Publicidade devem tratar com respeito os clientes, num compromisso de sinceridade e autenticidade, assumindo apenas os acordos que possam ser satisfeitos e excedendo, sempre que possível, as suas expectativas.
  6. CONFLITO DE INTERESSES – Os empregados e colaboradores da GRAFE, Publicidade, devem actuar de acordo com a melhor conveniência dos intervenientes, procedendo eticamente, não sendo influenciados por interesses pessoais ou por interesses cruzados, tanto no desempenho dos deveres para com a empresa como nas actividades exteriores. Não devem ser utilizadas oportunidades de negócio em proveito próprio, devendo ser mantidas em confidencialidade e segurança todas as informações a que tenham acesso, quer da empresa quer dos seus clientes e fornecedores.
  7. PAGAMENTOS E RECEBIMENTOS INDEVIDOS – Não devem ser efectuados, nem aceites, quaisquer pagamentos ou ofertas que possam ser interpretados no sentido de influenciar qualquer decisão interna ou externamente à empresa. As ofertas ocasionais de presentes ou mesmo outras cortesias negociais, quando excessivas, podem criar um sentimento pessoal de aceitação e por isso devem ser evitadas ou reduzidas a expressões modestas que não possam interferir em qualquer julgamento negocial.
  8. DA EMPRESA – A GRAFE, Publicidade deve criar e manter condições de segurança num ambiente de trabalho seguro e limpo, pensando no bem-estar de todos os seus empregados ou colaboradores, respeitando o ambiente e protegendo os recursos naturais, em conformidade com as leis e regulamentos aplicáveis.
TOP